Um velho conhecido, instabilidade e história. A sorte europeia do Benfica

O sorteio da Liga Europa colocou, na manhã de sexta-feira, o Marseille no caminho do Benfica rumo à final da Liga Europa. Nestes quartos de final as águias de Roger Schmidt conseguiram fintar Liverpool e Bayer Leverkusen, os grandes favoritos à conquista da segunda prova da UEFA, mas o Marseille será um osso duro de roer. Afinal de contas, e esquecendo os maus resultados dos últimos anos, trata-se de um dos clubes mais importantes da história do futebol francês e o terceiro com mais títulos de campeão conquistados. Vamos por partes.

Carrossel no banco

Nesta temporada o clube francês já teve quatro treinadores. Depois de Igor Tudor abandonar o cargo no final da época passada, Marcelino Toral assumiu o comando técnico por menos de três meses, tendo sido sucedido, temporariamente, por Jacques Abardonado

Seguiu-se Germano Gattuso, que orientou o Marseille por 24 jogos, acabando por sair a mês do mês de fevereiro. Jean-Louis Gasset foi o escolhido para comandar a equipa no que falta da temporada e para já conta com um saldo de vitórias assinalável, ao mesmo tempo que a equipa parece ter recuperado parte da confiança. 

Um velho conhecido (que sabe o que é marcar ao Benfica)

Olhando para o plantel atual, há nomes que saltam à vista do comum adepto. Na defesa, por exemplo, mora um velho conhecido do futebol português: Chancel Mbemba. Depois de ter vestido a camisola do FC Porto por quatro temporadas, o defesa do Congo decidiu mudar-se para Marselha no verão de 2022, mantendo o estatuto de titular indiscutível. Curiosamente, Mbemba sabe o que é marcar ao Benfica, tendo sido decisivo na final da Taça de Portugal no verão de 2020, num ano marcado pela pandemia da Covid-19. 

Notícias ao Minuto Mbemba ‘ofereceu’, em 2019/20, a Taça de Portugal ao FC Porto com dois golos frente ao Benfica na final
© Global Imagens
 

Goleador Aubameyang e um português desconhecido (e ex-Benfica) 

Pierre-Emerick Aubameyang é a grande estrela deste Marseille e tem justificado a confiança depositada pelos responsáveis do clube francês no último verão. Com 23 golos em 38 jogos, o internacional gabonês é o melhor marcador da Liga Europa, com nove golos, e o jogador que mais assistências contabiliza (sete) na mesma prova. Os números de Aubameyang ainda estão longe dos registos de outrora – chegou a marcar 40 golos numa só época pelo Borussia Dortmund – mas o ponta de lança de 34 anos também sabe, tal como Mbemba, o que é marcar ao Benfica. 

Aubameyang já defrontou o Benfica por quatro ocasiões e acumulou um registo total de cinco golos, ainda que tenha ficado ‘em branco’ em duas partidas. Pelo Arsenal marcou dois tentos, em jogo dos 16 avos de final, ao passo que na Liga dos Campeões, pelo Dortmund, completou um hattrick na goleada alemã. 

Notícias ao Minuto Aubameyang já leva 23 golos esta época, nove deles na Liga Europa. © Getty Images  

Nota, ainda, para o caso de Iuri Moreira, jovem avançado português que ainda procura estrear-se pela equipa principal do Marseille. O jogador natural da Amadora foi contrato no início desta temporada oriundo do… Benfica. 

Depois de uma década no Seixal, onde passou pelos vários escalões de formação, Iuri Moreira deu o salto para o futebol francês ainda antes de jogar na equipa B das águias. Antes disso, esteve dois anos no Sporting, de onde sau em 2013. 

Notícias ao Minuto Iuri Moreira esteve 10 anos ligado ao Benfica. © Filipe Amorim / Global Imagens  

Histórico sorri às águias 

Se olharmos para o histórico podemos perceber que apenas por quatro vezes Benfica e Marseille mediram forças, com especial foco para a célebre mão de Vata, que colocou os encarnados na final da Taça dos Campeões, em 1989/90

Benfica com sorteio favorável perante Marseille de boas recordações

O Benfica teve hoje o melhor sorteio possível nos quartos de final da Liga Europa de futebol, ao cruzar-se com os franceses do Marselha, pelo presente e também por um inesquecível duelo do passado.

Lusa | 14:18 – 15/03/2024

Duas décadas depois, o Benfica voltou a levar a melhor sobre o Marselha, desta feita, na Liga Europa, com um herói improvável. Lembra-se de Alan Kardec? O avançado brasileiro marcou em cima do apito final o golo que apurou as águias em solo francês e que ditou, por consequência, um embate com o Liverpool na fase seguinte, algo que se pode repetir nesta temporada. 

Resta apenas lembrar que a eliminatória vai iniciar-se na Luz, a 11 de abril, e fechar em Marselha, uma semana depois, no mítico e sempre imponente Vélodrome. 

O incrível ambiente no Vélodrome durante o Marseille-AS Monaco

Duelo terminou em empate.

Notícias ao Minuto | 09:34 – 29/01/2023

Leia Também: Benfica com sorteio favorável perante Marseille de boas recordações

Fonte: Notícias ao Minuto

Scroll to Top