Lamborghini Urus, Audi R8 V10 Plus e Toyota GT One podem ser seus

Mesmo para os condutores — miúdos ou graúdos — que gostam de demonstrar os seus dotes de piloto ao volante de veículos potentes e rápidos, sejam eles de série e homologados para circular na via pública ou de competição e concebidos a pensar nas pistas mais retorcidas, nem sempre é possível entregar-se a esta envolvente experiência. As eventuais limitações financeiras cortam as asas a muitos, com as autoridades e os seus cada vez mais eficientes sistemas de controlo de velocidade a desaconselharem certas práticas aos restantes. Mas o jogo Gran Turismo 7 (GT 7) permite uma fuga à realidade tão divertida quanto barata.



PUB — Quer comprar carro novo, mas não sabe por onde começar? Encontre aqui as melhores ofertas


Para continuar a atrair clientes ávidos de novas emoções, o GT 7 disponibiliza frequentemente novos modelos para quem possui uma PlayStation, através de actualizações gratuitas, e Março trouxe três novos brinquedos dignos de respeito e representantes de três categorias que não podiam ser mais díspares. As novidades do mês incluem um SUV musculado, um coupé superdesportivo e um verdadeiro carro de competição, concebido para as provas do Mundial de Resistência.

Se de um lado está o Lamborghini Urus, um dos SUV mais desportivos e potentes do mercado, do outro brilha a mais recente versão do Audi R8 V10 Plus, um coupé de dois lugares que também tem um pouco de Lamborghini, ou não fosse este reputado construtor italiano o responsável pela construção do V10 atmosférico que o anima. Mas é provável que o modelo que mais “puxe” pelos jogadores mais exigentes seja o Toyota GT One, também conhecido como TS020, que foi concebido segundo o regulamento do GT1 e posteriormente adaptado à categoria LMGTP.

A Toyota disputou as 24 Horas de Le Mans de 1998 e 1999, tendo alcançado a 2.ª, a 5.ª e a 7.ª posições na primeira visita à mítica corrida francesa, para na segunda incursão pelo circuito de La Sarthe repetir o 2.ª lugar. O GT One montava um motor 3.6 V8 biturbo, com 600 cv. A mecânica está instalada num chassi concebido para provas de resistência, com pouco apoio aerodinâmico, sobretudo nas especificações para Le Mans. O construtor viria a abandonar este campeonato em 2000, optando por apostar na F1.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Fonte: Observador

Scroll to Top