Fact Check. “Presidente português” disse que Lula da Silva não entrava em Portugal?

Nas redes sociais está a ser sugerido que o Presidente da República de Portugal disse que Lula da Silva não iria entrar em território nacional. As publicações em causa são ilustradas com imagens de André Ventura, com referências à ideia de o líder do Chega ser o chefe de Estado português.

Esta não é a primeira informação nas redes sociais que associa a imagem de André Ventura a Presidente da República, sendo que nesta publicação está em causa um discurso do líder do Chega durante a campanha, num comício no Algarve em que Santiago Abascal, do partido espanhol Vox, marcou presença.

Nessa altura, o Presidente brasileiro serviu para André Ventura reavivar o tema da presença de Lula da Silva na cerimónia de comemoração do 25 de Abril e para apontar ao futuro: “Se o Chega vencer a 25 de Abril de 2024: o senhor Presidente do Brasil não vai entrar em Portugal.” E mais: se chegar a primeiro-ministro, “Lula da Silva ficará no aeroporto e não entrará” — “E se insistir vai para uma cadeia, mas já sabe o que é isso, não será uma grande novidade para ele.” Apesar de Lula da Silva ter estado presente em 2023, pouco tempo depois de ter tomado posse como Presidente do Brasil, não há qualquer previsão para que Lula da Silva esteja na cerimónia dos 50 anos da revolução, já que apenas há notícia sobre convites aos presidentes dos PALOP.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Corruptos já temos cá muitos, não precisamos que venham mais de fora”, apontou André Ventura, sublinhando que um governo do Chega “não se vai vergar” aos interesses de Bruxelas nem “deixar entrar esses corruptos internacionais todos aqui no nosso território”. “Neste país, ainda mandamos nós e escolhemos nós quem vem e quem não vem, corruptos já temos cá muitos, não precisamos que venham mais de fora”, acrescentou.

Ao lado de Abascal, Ventura sem filtros: “Quem estiver a pensar votar no PS tem de tomar a medicação”

Ora, de facto, André Ventura disse que se chegasse a primeiro-ministro Lula da Silva não estaria presente na cerimónia do 25 de Abril e, mais do que isso, afirmou especificamente que “o Presidente do Brasil não vai entrar em Portugal”. Mas a publicação é errada, já que André Ventura não é Presidente de Portugal. Em primeiro lugar, as eleições do passado dia 10 de março foram legislativas e serviram para eleger deputados à Assembleia da República — e, consequentemente, o primeiro-ministro do governo português.

Portanto, André Ventura nem sequer era candidato à Presidência da República (já foi em janeiro de 2021 e ficou em terceiro lugar), mas sim à Assembleia da República, pelo que nunca poderia ter saído Presidente dessas eleições. O Chega ficou em terceiro lugar nas eleições legislativas, em que os resultados deram a vitória à Aliança Democrática (AD), seguida do PS e, desta forma, seria impossível André Ventura ser agora o Presidente de Portugal como é sugerido nas publicações em causa feitas após as eleições. Além de presidente do Chega, é também deputado na Assembleia da República, mas não Presidente da República.

Conclusão

Não é verdade que o Presidente português tenha dito que Lula da Silva não entrava em Portugal para comemorar os 50 anos do 25 de Abril. Quem o disse foi André Ventura, presidente do Chega e deputado, e não o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. Aliás, as publicações começaram a surgir a seguir às eleições do dia 10 de março e estas eram legislativas, não presidenciais, pelo que Ventura não poderia ter sido eleito Presidente da República nesta altura.

Assim, de acordo com o sistema de classificação do Observador, este conteúdo é:

ERRADO

No sistema de classificação do Facebook, este conteúdo é:

FALSO: As principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

NOTA: este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de fact checking com o Facebook.

IFCN Badge

Fonte: Observador

Scroll to Top