Divulgadas novas imagens e detalhes dos portugueses detidos na Indonésia

As autoridades da Indonésia partilharam novas imagens dos portugueses detidos em Jacarta, por suspeitas de tráfico de estupefacientes, e divulgaram mais pormenores sobre o caso, reproduzidas pelos meios de comunicação social locais.

De acordo com a Ditre Narkoba (polícia da Indonésia), a droga foi descoberta porque os agentes da alfândega suspeitaram do comportamento de Rui Viana, de 21 anos, estudante universitário, natural da Madeira, cuja namorada estará grávida.

Ao fazerem-lhe uma revista, quando este passava pelo Terminal 3 do Aeroporto de Soetta, a 17 de março, encontraram três frascos de champôs com cerca de 3 kg de cocaína no seu interior.

Notícias ao Minuto Champôs apreendidos© Redes Sociais / Ditres Narkoba  

Rui, que é filho de Rui Óscar, antigo futebolista do Marítimo, que também representou o FC Porto e o Boavista, foi levado para interrogatório, durante o qual revelou que era a sua primeira vez na Indonésia, com o objetivo de passar uma semana de férias em Bali, admitindo que a mercadoria lhe tinha sido entregue por outra pessoa, com a condição de receber 6 mil euros pelo transporte, acrescentou Zaky Firmansyah, Chefe de Execução e Investigação da Alfândega de Soekarno-Hatta.

Detidos serão familiares

Foi a partir daqui, segundo o responsável da polícia indonésia, que chegaram ao alegado destinatário da droga, o segundo português detido. De acordo com Zaky Firmansyah ambos serão “familiares”. Na casa do homem foi descoberta cocaína em pó pronta a consumir, com menos de uma grama.

Notícias ao Minuto Rui Viana© Redes Sociais / Ditres Narkoba  

Durante uma conferência de imprensa das autoridades locais, os dois portugueses foram exibidos, assim como o material apreendido, incluindo os 6 mil euros que Rui disse ter recebido pelo transporte da droga.

Além dos dois portugueses foi detida uma outra pessoa, que estará envolvida no esquema.

Segundo a SIC Notícias, o segundo português detido chama-se Fernando Sousa, tem 38 anos, e é de Cascais. Fernando e Rui arriscam agora uma pena que pode ir até aos 20 anos de prisão.

Leia Também: Portugueses detidos na Indonésia. Eis tudo o que se sabe sobre o caso

Fonte: Notícias ao Minuto

Scroll to Top